Av. Doze de Outubro, 412 - Vila Assunção
  11 2896-1844              Seg a Sex das 8h30 às 18hrs

Como funciona a Aposentadoria por Tempo de Contribuição

Para ter direito a aposentadoria por tempo de contribuição, o trabalhador precisa comprovar a carência e o tempo mínimo de contribuição necessários, podendo ser integral ou proporcional.

Para solicitar o benefício, o trabalhador que se inscreveu na Previdência Social depois de 25 de julho de 1991 deve comprovar, no mínimo, 180 contribuições mensais. Já no caso de quem se inscreveu antes dessa data, existe uma tabela que muda de acordo com o ano em que a aposentadoria foi solicitada.

Esta tabela, organizada em ordem progressiva, padroniza a carência, até que o contribuinte atinja um número mínimo de 180 contribuições.

Você também pode solicitar a contagem do seu período clicando aqui, e saber se já tem direito a aposentadoria por tempo de contribuição.

 

Qual a diferença de aposentadoria integral e aposentadoria proporcional?

A Aposentadoria integral é quando o segurado consegue comprovar a contribuição durante todo o período mínimo descrito em lei, no caso, 30 anos para mulheres e 35 anos para os homens., dependendo somente do cumprimento do tempo de contribuição.

Para requerer a aposentadoria proporcional, temos que observar as seguintes regras:

1 – Após 16 de dezembro de 1998:
Para mulheres: a partir de 48 anos de idade, com o mínimo de 25 anos de contribuição mais o pedágio (que é um período de trabalho adicional de 40% em relação ao tempo que ainda faltava para se aposentar);

Para homens: a partir de 53 anos de idade, com o mínimo de 30 anos de contribuição somados ao pedágio.

2 – Direito Adquirido à Aposentadoria Proporcional até a Emenda Constitucional n° 20/1998, independente de idade e pedágio:

Para mulheres: 25 anos de contribuição;

Para homens: 30 anos de contribuição;

No caso de direito adquirido, o tempo de contribuição posterior a 16 de dezembro de 1998 não poderá ser utilizado para nenhum fim.

 

O que pode ser considerado como tempo de contribuição?

 

Pode ser considerado para a contagem da aposentadoria os seguintes tempos de contribuição:

– Período de atividade exercida com carteira assinada;

– Período de atividade rural;

– Conversão de período de atividade especial (ou seja, será permitida a conversão de tempo especial em comum);

– Serviço militar;

– Período em que a mulher recebeu salário-maternidade;

– Período de benefício por incapacidade;

– RPPS – Regime Próprio de Previdência Social.

Você também pode solicitar a contagem do seu período clicando aqui, e saber se já tem direito a aposentadoria por tempo de contribuição.

 

Como solicitar o benefício?

Após identificar que realmente é o momento certo para sua aposentadoria, você deve agendar no posto do INSS – Instituto Nacional do Seguro Social da sua região, para ser direcionado para a página do INSS – CLIQUE AQUI.

Saiba todos os detalhes de como requerer sua aposentadoria clicando aqui.

Ficou com alguma dúvida? Quer saber se tem direito a aposentadoria? Entre em contato que nossos especialistas te explicam melhor qual melhor caminho para conquistar sua tão aguardada aposentadoria.