Rua Caravelas, 241 - Sala 03 - Vila Pires
  11 2896-1844              Seg a Sex das 8h30 às 18hrs

Você tem direito a Aposentadoria Especial?

A aposentadoria especial é um benefício previdenciário fornecido a trabalhadores que durante sua atividade, estiveram expostos a agentes nocivos à saúde, que podem causar algum prejuízo a integridade física ao longo do tempo.

O trabalhador que deseja esse tipo de aposentadoria deverá comprovar, além do tempo trabalhado, a exposição aos agentes nocivos, químicos, físicos e biológicos ou associação de agentes prejudiciais pelo período exigido (15, 20 ou 25 anos) para a permissão desse benefício.

Você também pode solicitar a contagem do seu período clicando aqui, e saber se já tem direito a aposentadoria especial.

Para solicitar o benefício, o trabalhador que se inscreveu na Previdência Social depois de 25 de julho de 1991 deve comprovar, no mínimo, 180 contribuições mensais. Já no caso de quem se inscreveu antes dessa data, existe uma tabela que muda de acordo com o ano em que a aposentadoria foi solicitada. Além de comprovar as contribuições, para conseguir o benefício da aposentadoria especial, deverá ser feito um formulário, chamado de Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP). Ele é preenchido pela empresa, com base em Laudo Técnico de Condições Ambientais de Trabalho (LTCAT) dado por um médico do trabalho ou engenheiro de segurança do trabalho.

 

Como saber quanto tempo tenho de trabalho especial?

Em primeiro lugar, será necessário solicitar nas empresas trabalhadas o de Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP), este documento descreverá o período trabalhado, o grau de exposição ao risco e a categoria do risco, em seguida, deverá ser realizado um cálculo somando o período de contribuições, com os devidos descontos do período de trabalho especial.

Para ter acesso ao benefício especial, o trabalhador deve ter exercido, sucessivamente, duas ou mais atividades em condições prejudiciais a saúde ou integridade física, sem completar o prazo mínimo para aposentadoria especial, ele poderá somar os períodos seguindo uma tabela de conversão.

Da mesma forma, se a pessoa não trabalhou pelo período necessário para se aposentar nessa categoria, esse tempo poderá ser considerado como tempo comum.

Uma conta será feita para que os anos sejam igualados. Ela será feita com multiplicadores que variam de 1,40 a 2,33 para homens e, de 1,20 a 2,00 para mulheres. Ou seja, se um homem trabalhou em nível de grande exposição por dez anos, na realidade é como se ele tivesse contribuído por, aproximadamente, 23 anos e quatro meses.

Para solicitar um cálculo e saber se você já atingiu este período, clique aqui.

 

Que tipo de exposição a materiais de trabalho podem garantir a aposentadoria especial?

 

Como dissemos acima, a aposentadoria especial se destina a trabalhadores que durante sua atividade, foram expostos a materiais ou condições de trabalho nocivos a saúde e que possam comprometer a integridade física do trabalhador.

Alguns materiais ou condições de trabalho por exemplo são: materiais inflamáveis, produtos químicos, contato direto com cabines refrigeradas, estufas, entre outros.

Quer saber sobre as profissões que tem direito a aposentadoria especial? Clique aqui

 

Como solicitar o benefício?

Após identificar que realmente é o momento certo para sua aposentadoria, você deve agendar no posto do INSS – Instituto Nacional do Seguro Social da sua região, para ser direcionado para a página do INSS – CLIQUE AQUI.

Saiba todos os detalhes de como requerer sua aposentadoria clicando aqui.

 

Ficou com alguma dúvida? Quer saber se tem direito a aposentadoria? Entre em contato que nossos especialistas te explicam melhor qual melhor caminho para conquistar sua tão aguardada aposentadoria.